Corpo encontrado no Paquistão não era de jornalista

O corpo encontrado hoje em Karachi, no Paquistão, não era o do repórter sequestrado do jornal norte-americano Wall Street Journal. A informação foi dada pelo chefe da polícia de Karachi, Tariq Jamil, segundo a Bandnews, que também informou que o corpo encontrado não foi reconhecido por amigos do jornalista. Redes de televisão norte-americanas haviam noticiado, no entanto, que a polícia paquistanesa tinha confirmado a morte de Pearl. Ele desapareceu em 23 de janeiro enquanto tentava contatar grupos militantes islâmicos supostamente ligados ao fugitivo de origem saudita Osama Bin Laden.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.