Corpos de funcionárias de TV pública são achados em Bagdá

A Polícia encontrou neste domingo em Bagdá os corpos de duas funcionárias de uma emissora pública de televisão iraquiana,além de outros quatro cadáveres que ainda não foram identificados, informaram fontes do Ministério do Interior.Segundo as fontes, os corpos foram encontrados na rua Jaifa, junto aos outros quatro cadáveres de homens e mulheres com marcas de tiros.As duas mulheres eram de origem curda e foram identificadas como Naqshin Hamd Rashid e Anas Jassim al-Nayem. Elas trabalhavam para o canal internacional Al-Atiaf, administrado pelo Governo. A identidade dos outros quatro mortos ainda não foi informada.Dois policiais morreram neste domingo em um ataque da insurgência realizado nesta manhã contra a patrulha onde se encontravam no bairro de Al-Wizariya, no norte da capital. Segundo fontes da Polícia, foram usadas armas leves no ataque.O escritório de coordenação conjunta iraquiano-americano informou que o dono de uma loja de venda de autopeças para veículos e dois dos seus filhos foram mortos neste domingo por um grupo de homens desconhecidos.Segundo o escritório, um grupo de pistoleiros invadiu oestabelecimento, situado na aldeia de Al-Maqdudiya, próxima aBaquba, no norte do Iraque, matando todos os que estavam no local. O grupo explodiu a loja antes de abandoná-la, relataram as Fontes. Na província de Al-Qadisiya, outro grupo de insurgentes matou uma tradutora iraquiana que trabalhava para as forças americanas no Iraque.Segundo fontes de segurança da província, a tradutora,identificada como Maizam Mottaki, morreu no sábado na cidade de Diwaniya, a 180 quilômetros ao sul de Bagdá.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.