Corpos de jornalistas chegam ao Paquistão

Os corpos de quatro jornalistas mortos em uma emboscada no Afeganistão foram levados para o Paquistão nesta quarta-feira em caixões de madeira. Os caixões estavam em Jalalabad e foram levados para a cidade paquistanesa de Torkham. De lá, os corpos dos jornalistas serão transferidos para a cidade de Peshawar. Soldados da Aliança do Norte encontraram os corpos na terça-feira perto da cidade de Serobi, que fica a 55 quilômetros de Cabul. Foram encontrados os corpos do câmera australiano Harry Burton e do fotógrafo afegão Azizullah Haidari, que trabalhavam para a agência Reuters; a italiana Maria Grazia Cutuli, do Corriere della Sera e o espanhol Julio Fuentes, do jornal El Mundo. Os quatro estavam em um comboio que saiu de Jalalabad na segunda-feira e foi atacado quando seguia em direção de Cabul, capital do país. Um líder da Aliança do Norte disse que os jornalistas foram atacados por ladrões, mas testemunhas disseram que os assassinos eram do Taleban.A área onde a emboscada aconteceu agora é dominada pela Aliança do Norte, mas acredita-se que soldados talebans e outros seguidores do terrorista Osama bin Laden permaneçam na região.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.