Ben Stansall / AFP
Ben Stansall / AFP

Corpos encontrados em caminhão no Reino Unido chegam ao Vietnã

De 39 vítimas, 16 foram devolvidas às suas famílias nesta quarta-feira, 27

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de novembro de 2019 | 01h16

Os primeiros 16 corpos dos 39 vietnamitas encontrados mortos em um caminhão refrigerado na Inglaterra no mês passado chegaram ao Vietnã nesta quarta-feira, 27, para serem devolvidos às suas famílias, disseram fontes do aeroporto à agência Efe.

O avião aterrissou no aeroporto de Hanói Noi Bai às 05h, no horário local, e espera-se que mais corpos cheguem nas próximas horas ou dias, embora os horários ainda não tenham sido confirmados por autoridades vietnamitas, que tratam do assunto com a máxima discrição.

O jornal digital VNExpress indicou que dezesseis ambulâncias aguardavam a chegada do avião para transferir os corpos para suas províncias de origem, Nghe An, Ha Tinh e Quang Binh, localizadas entre sete e dez horas por estrada de Hanói.

Um parente de uma das vítimas disse a Efe que a polícia só anunciaria a chegada dos corpos com 30 minutos de antecedência e pediu que permanecessem em suas casas até então. As famílias irão arcar com o custo do repatriamento. O governo vietnamita ofereceu empréstimos de 1.370 libras (R$7.456)  para repatriar cinzas e 2.208 libras (R$ 12.016)  para repatriar os corpos em caixões. O valor deve ser devolvido em 30 dias. 

Uma doação coletiva foi adicionada à iniciativa do governo por meio do portal Gofundme, que levantou US $ 27.415 (R$ 116 mil) e doações privadas, como 620 milhões de dongs (R$ 113 mil) doados pelo Vingroup, o maior conglomerado de negócios do país. 

As doações serão um alívio para essas famílias, que emprestaram milhares de dólares para pagar as redes que facilitariam a imigração ilegal para o Reino Unido. Segundo Mimi Vu, especialista em tráfico de pessoas, os imigrantes vietnamitas pagam até US $ 50.000 (R$ 211 mil) para chegar à Europa, um valor quase sempre obtido através do endividamento. Até agora, a Polícia Britânica prendeu sete pessoas em conexão com este caso, enquanto as autoridades vietnamitas prenderam 11 pessoas nas províncias de Nghe An e Ha Tinh. /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.