Correa adota tom pessimista

O presidente do Equador, Rafael Correa, visitou o venezuelano Hugo Chávez em Cuba, na segunda-feira, antes da última cirurgia do líder bolivariano, que luta contra um câncer na região pélvica. No dia seguinte, em uma cerimônia na fronteira do Equador com a Colômbia, Correa disse que a cirurgia era delicada e Chávez passava pelo momento mais difícil de sua vida. Ontem. outros presidentes latino-americanos, como o uruguaio José Mujica e o peruano Ollanta Humala, se disseram dispostos a visitar Chávez em Havana, caso sua equipe médica permita. De acordo com Mujica, Chávez ajudou muito o Uruguai. "Tenho a obrigação de não esquecer", afirmou o uruguaio. Humala disse estar orando pela saúde do colega venezuelano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.