Correa critica reeleição ilimitada

O presidente do Equador, Rafael Correa, criticou ontem a idéia de reeleição ilimitada em seu país. "A reeleição indefinida é absurda porque a democracia implica alternância." Correa qualificou sua gestão de uma revolução que busca "uma mudança radical, profunda e rápida" nas estruturas do Equador e manifestou seu desejo de incluir na nova Constituição equatoriana o direito a apenas uma reeleição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.