Correa descarta possibilidade de buscar nova reeleição

O presidente do Equador, Rafael Correa, descartou nesta segunda-feira a possibilidade de tentar reformar a Constituição para buscar uma nova reeleição e assegurou que seu partido, o Aliança País, possui quadros capacitados para sua sucessão, em 2017.

AE, Agência Estado

20 de janeiro de 2014 | 17h13

A declaração foi feita em entrevista concedida ao jornal El Telégrafo. Questionado sobre se descartava a possibilidade de reeleger-se novamente, Correa disse que "é um grande problema achar que alguém seja tão indispensável e que seja preciso alterar a Constituição apenas para mudar as regras do jogo", respondeu. "Há gente capacitada" para a sucessão, prosseguiu ele.

A Constituição vigente estabelece que o presidente pode buscar apenas uma reeleição consecutiva. Eleito presidente em 2007, Correa foi ratificado no cargo em 2009, depois da aprovação de uma nova Constituição. Reelegeu-se em 2012. Seu atual mandato atual expira em 2017. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EquadorCorreareeleição

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.