Correa exige retratação de jornal por charge

Presidente publica carta na qual acusa diário 'El Universo', o mesmo que processou no ano passado, de parcialidade

QUITO, O Estado de S.Paulo

31 de janeiro de 2013 | 02h07

O presidente do Equador e candidato à reeleição, Rafael Correa, publicou um artigo na edição de ontem do diário El Universo que critica a publicação de uma charge sobre ele e seu candidato a vice-presidente, Jorge Glas, no dia 21. No texto, endereçado à direção do jornal, Correa pede uma retratação do jornal em sua editoria de opinião por, na sua avaliação, "prejudicar a candidatura da chapa". A retratação desejada pelo presidente foi transcrita na carta, palavra por palavra.

A charge, um desenho das teclas control C e control V de um computador - código para copiar e colar um texto - ironiza o discurso dos dois políticos, que não seria original, segundo o caricaturista. O desenhista é conhecido pelo nome artístico de Bonil. O pedido tem como base a lei eleitoral, patrocinada pelo próprio Correa, que impõe multas a veículos que tomarem partido a favor ou contra os candidatos.

Esse não é o primeiro desentendimento entre o presidente equatoriano e o diário El Universo. Ano passado, Correa processou o jornal por calúnia por ter se sentido ofendido por um artigo do ex-editor de opinião Emílio Palacio, no qual era chamado de ditador. Ele ganhou a ação de US$ 40 milhões na Justiça, mas não cobrou a multa. / REUTERS e EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.