Correa lidera apuração no Equador com ampla vantagem

O esquerdista Rafael Correa lidera com folgada margem a apuração do segundo turno da eleição presidencial do Equador, realizada no domingo. De acordo com os últimos resultados oficiais, Correa tem uma vantagem de quase o dobro de votos sobre seus adversário, o multimilionário Alvaro Noboa. Com 25% dos votos apurados, o Tribunal Supremo Eleitoral (TSE) contabiliza 65,94% para Correa, o que equivale a 1.107.362 votos, enquanto Noboa registra 34,06%, ou 572.078 sufrágios. A apuração paralela da ONG Participação Cidadã deu 56,9% dos votos válidos a Correa e 43,1% para Noboa. No primeiro turno, dia 15 de outubro, Noboa obteve 26,8% dos votos e Correa, 22,8%. Se for confirmado o resultado, Correa assumirá a presidência de um país no qual os três presidentes eleitos nos últimos dez anos não conseguiram chegar ao fim do mandato. Seu partido, a Aliança País (AP), boicotou a eleição legislativa de outubro e Correa terá de enfrentar um Congresso no qual não tem um único deputado. Por isso, promete convocar um referendo popular para instaurar uma Assembléia Constituinte que reduza os amplos poderes do Legislativo e do Judiciário.

Agencia Estado,

27 Novembro 2006 | 05h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.