Correa nomeia outra mulher para ministério da Defesa

O presidente equatoriano, Rafael Correa, nomeou nesta terça-feira como sua nova ministra da Defesa LorenaEscudero, que substituirá Guadalupe Larriva, morta na semana passada num acidente de helicóptero.Uma fonte da Presidência confirmou que Escudero, umaprofessora de 41 anos, da cidade de Cuenca, no sul do Equador, tomará posse de seu cargo nas próximas horas. Ela tem doutorado em estudos políticos latino-americanos.Escudero foi nomeada uma semana depois da morte de Larriva, na noite de 24 de janeiro. No acidente aéreo também morreram sua filha, Claudia Ávila, e cinco oficiais da Aviação equatoriana.Após assistir ao enterro da ministra, em 26 de janeiro, Correa afirmou que a Defesa continuaria nas mãos de uma mulher e, se possível, de Cuenca, como Larriva.Para investigar a morte da ministra, o governo equatoriano formou uma junta integrada por técnicos do Chile e França, representantes dos militares equatorianos, um delegado de Correa, e por Ricardo Ávila, filho de Larriva, que é engenheiro mecânico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.