Facundo Arrizabalaga/Efe
Facundo Arrizabalaga/Efe

Correa se reúne com chanceler para discutir asilo de Assange

Presidente pode dar resposta sobre pedido de fundador do WikiLeaks ainda nesta quarta-feira

estadão.com.br,

15 de agosto de 2012 | 11h49

QUITO - Em meio a fortes rumores de que o Equador concederá nos próximos dias asilo ao fundador do WikiLeaks, Julian Assange, o presidente Rafael Correa tem hoje um encontro para discutir o caso com seu chanceler, Ricardo Patiño.

Veja também:

linkEquador: asilo a Assange será decidido na quarta-feira

linkEquador não decidiu sobre pedido de asilo de Assange, diz chanceler

forum CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

Correa, assegurou que nesta semana pode dar uma resposta ao pedido de asilo formulado pelo australiano. "Tomara que possamos ter um pronunciamento a respeito", disse Correa em uma entrevista à televisão pública de seu país.

Além disso, assinalou que espera reunir-se na quarta-feira com colaboradores encarregados do assunto para receber todas as informações necessárias sobre o caso.

O chanceler equatoriano, Ricardo Patiño, aguardava o encerramento das Olimpíadas de Londres para tomar a decisão, para não afetar as relações com a Grã Bretanha.

Assange se encontra desde junho na embaixada do Equador em Londres, onde se refugiou para evitar sua extradição à Suécia, que o requer para que responda sobre denúncias de delitos sexuais. O fundador do site WikiLeaks negou as acusações e suspeita da existência de uma "perseguição" política contra si por ter divulgado documentos diplomáticos que constrangeram vários Governos, sobretudo o dos Estados Unidos.

No início deste mês, a mãe de Assange se reuniu em Quito com Correa, que lhe assegurou que seu Governo tomará uma decisão "soberana" sobre o pedido de asilo político formulado por seu filho.

As autoridades equatorianas avaliam o risco de Assange ser julgado por razões políticas e acabar condenado à morte, no caso de ser extraditado aos Estados Unidos.

Com agências de notícias

Tudo o que sabemos sobre:
Julian AssangeWikiLeaksEquador

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.