Correa: Snowden não pode deixar Moscou

O presidente do Equador, Rafael Correa, disse que Edward Snowden, que recentemente pediu asilo político ao país sul-americano após admitir ter vazado detalhes dos programas de vigilância dos Estados Unidos, está "sob os cuidados de autoridades russas" e não pode deixar o aeroporto internacional de Moscou sem o seu passaporte dos EUA.

Agência Estado

30 Junho 2013 | 12h53

Em uma entrevista concedida na manhã de domingo, Correa disse que não sabia que o Equador era o destino pretendido por Snowden quando fugiu de Hong Kong para a Rússia na semana passada. Ele afirmou ainda que o cônsul do Equador em Londres cometeu "um sério erro" ao não consultar qualquer autoridade do governo em Quito antes de emitir uma carta de passagem segura para Snowden.

Correa disse também que "o caso não está nas mãos do Equador" e que Snowden deve assumir a responsabilidade se violou leis norte-americanas. Mas o presidente equatoriano afirmou que a legitimidade da ação de Snowden deve ser levada em consideração e que o Equador ainda poderia considerar um pedido de asilo. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Equadorsnowden

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.