Correa teria sido retido por policiais amotinados

O subsecretário de Comunicações do governo do Equador, Patrício Barriga, informou que o presidente do Equador, Rafael Correa, não foi sequestrado por policiais amotinados, mas afirmou que ele está sendo retido por um "grupo de insubordinados".

ANDRÉ LACHINI, Agência Estado

30 de setembro de 2010 | 17h18

Correa está em um hospital militar, para onde foi levado após ter inalado gás lacrimogêneo mais cedo, quando tentava falar a manifestantes da Polícia Nacional do Equador e parte da Força Aérea, que se amotinaram. Relatos dizem que Correa não consegue deixar o local, que estaria cercado por policiais. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EquadorprotestosgolpeRafael Correa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.