CORREÇÃO:notícia sobre golfinhos na Ucrânia era falsa

Diferentemente do que foi publicado na edição de 13/03/2013 da coluna Websfera, na nota “Golfinhos assassinos estão à solta na Ucrânia”, com base em uma notícia da agência russa Ria Novosti, os animais não escaparam de um aquário do Exército ucraniano. Segundo o Ministério da Defesa do país, os golfinhos não fugiram, nem são “assassinos”.  A agência admitiu ter divulgado a notícia com base em boatos repercutidos pela imprensa ucraniana. 

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.