Corrente humana de 1,2 milhões cruza a ilha de Taiwan

Cerca de 1,2 milhão de pessoas deram-se as mãos para formar uma corrente humana com o comprimento da ilha de Taiwan. O evento foi a maior manifestação da história taiwanesa e o presidente Chen Shui-bian referiu-se a ele como a ?Grande Muralha da Democracia?. Os manifestantes esperam conquistar a simpatia do resto do mundo contra as ameaças de retomada militar da ilha feitas pela China.A demonstração de poder popular também pretende reforçar a posição do presidente Chen para as eleições de 20 de março. Os partidos de oposição recusaram-se a participar da corrente, mas realizaram eventos paralelos.O governo chinês insiste que Taiwan é uma província da China. Há pelo menos 500 mísseis chineses apontados para a ilha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.