Correspondente no Brasil foi assessor de Collor

A atualidade brasileira tem destaque no noticiário da HispanTV e a emissora mantém em São Paulo o correspondente Rony Curvelo, que trabalha no Canal CNT e foi assessor do ex-presidente Fernando Collor de Melo. No domingo, por exemplo, os telespectadores assistiram a uma matéria sobre a visita da presidente Dilma Rousseff a Washington, que terá início no dia 10. O título da reportagem era "Brasil: EUA insultam a soberania nacional".

O Estado de S.Paulo

01 de abril de 2012 | 03h07

Segundo a HispanTV, o governo brasileiro "sentiu-se insultado" porque a ida de Dilma aos EUA "não será considerada uma visita de Estado". Uma das fontes da reportagem é um suposto diplomata brasileiro, que diz ser "estranha" a atitude do governo americano. "A visita de Dilma vai revelar a dificuldade dos EUA de aceitar o Brasil como um sócio", defende a suposta fonte do governo brasileiro.

O homem que aparece no vídeo, entretanto, não é do Itamaraty - não ocupa o cargo de diplomata nem qualquer outro posto no ministério - e a posição oficial do Brasil é a oposta. "A visita da presidenta Dilma (aos EUA) terá exatamente o mesmo nível da visita do presidente Obama ao Brasil", esclareceu o porta-voz da chancelaria, embaixador Tovar da Silva Nunes.

Questionado, o correspondente da HispanTV afirmou ter cometido um "erro". O homem seria um "analista político", mas Curvelo não quis fornecer à reportagem detalhes sobre ele. Com o nome pelo qual a fonte é identificada na matéria não foi possível encontrar nenhum especialista na área de ciência política, relações internacionais ou economia.

O jornalista nega obedecer orientações políticas do QG da estatal, em Teerã. "A HispanTV tem uma qualidade técnica muito boa e eu e minha equipe temos total liberdade", afirma. "Mandamos as pautas para eles (no Irã) e recebemos o feedback com o que devemos fazer", explica o correspondente.

Curvelo estudou e morou 31 anos nos EUA, onde teria trabalhado para canais latino-americanos como Univision e Telemundo. Após assessorar Collor, tentou ser eleito vereador no Estado da Flórida.

A HispanTV também produz documentários no Brasil sobre temas como as comunidades muçulmanas no País. Esses programas, porém, são separados do noticiário e ficam a cargo de uma produtora com sede no Uruguai. / R. S.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.