Corrupção pesou mais do que Iraque na definição do voto

Uma pesquisa da agência de notícias Associated Press realizada com americanos após a votação nas eleições legislativas desta terça-feira mostrou que a maioria dos entrevistados apresentaram visões em maior sintonia com o Partido Democrata do que com o Republicano. Embora a maioria dos analistas afirmassem que a guerra do Iraque seria o principal tema do pleito, o levantamento realizado nesta terça-feira mostrou que a economia, a corrupção no governo e os escândalos envolvendo políticos foram as questões que mais pesaram na definição do voto. A pesquisa de boca-de-urna mostrou que 42% dos eleitores afirmaram que a corrupção foi um tema extremamente importante na suas escolhas, seguido pelo terrorismo (40%), a economia (39%) e, por último, a guerra no Iraque (37%). Cerca de seis em cada dez eleitores disseram não concordam com a guerra do Iraque. Já em relação à segurança nos Estados Unidos, apenas um terço disse acreditar que a guerra melhorou a situação no país. A pesquisa mostrou que a maioria dos americanos estava mais preocupada com questões nacionais do que com os temas locais na hora de definir o voto. Quatro em cada dez eleitores disseram acreditar que a vida da próxima geração será pior do que a vida hoje; já três em cada 10 pensam o contrário. Duas vezes mais eleitores disseram-se frustrados com o presidente George W. Bush do que os que afirmaram estar satisfeitos.

Agencia Estado,

07 Novembro 2006 | 22h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.