Corte anula condenação à prisão de ex-ditador

A Corte Constitucional da Guatemala anulou ontem a condenação por genocídio do ex-ditador Efraín Rios Montt, que havia sido saudada por organismos internacionais e ONGs como um avanço histórico no país. Rios Montt foi responsabilizado pela tentativa de extermínio de uma tribo maia guatemalteca. Com a decisão, ele voltará ao regime de prisão domiciliar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.