Corte condena líder racista por traição

Após nove anos de julgamento, Mike du Toit, líder do grupo racista Boeremag, que arquitetou um plano para matar Nelson Mandela, o primeiro presidente negro da África do Sul, foi condenado ontem por traição. A Suprema Corte condenou-o também como responsável por nove atentados a bomba em Soweto. Ele é o primeiro homem condenado por traição desde o fim do apartheid, em 1994. Mais de 20 outros suspeitos também estão sendo julgados, mas a Justiça ainda não definiu suas sentenças.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.