Corte da Espanha suspende resolução de independência da Catalunha

A Corte Constitucional da Espanha suspendeu a resolução do parlamento regional da Catalunha que ia em frente com a independência da região em relação a Espanha, o que aumentou as tensões entre os separatistas e o governo central.

Estadão Conteúdo

11 de novembro de 2015 | 19h01

A Corte, agindo sob uma petição emitida horas antes pelo primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, emitiu uma liminar que impede as autoridades Catalãs de tomar qualquer medida para seguir em frente com a resolução, que pede por um processo de "desconexão democrática" da Espanha. A decisão da Corte, unânime, ocorreu após três horas de deliberação.

A Corte não se pronunciou sobre os méritos da petição da Espanha, mas concordou em ouvi-lo, um processo que pode levar meses. Durante esse tipo, os líderes da Catalunha estão proibidos de tomar qualquer medida.

Rajoy já havia afirmado que o movimento de secessão da Catalunha, a região industrial mais importante da Espanha, é o maior desafio de seu governo. O assunto domina as manchetes no país, à medida que o primeiro-ministro enfrenta uma disputa pela reeleição em 20 de dezembro, contra o principal partido de oposição, o Partido Socialista e dois outros partidos.

"Eu sou o líder do governo espanhol e eu não irei permitir que algumas pessoas tentem infringir a lei, e se elas tentaram, o governo irá agir com firmeza", disse Rajoy em uma coletiva de imprensa nesta quarta-feira. Fonte: Dow Jones Newswires.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.