Corte de Haia condena ex-chefe militar sérvio a pena de 27 anos

O tribunal da ONU para crimes de guerra considerou o ex-chefe do Exército da Sérvia Momcilo Perisic culpado de assassinato, perseguição e ataque a civis na Bósnia e Croácia nos anos 1990, e condenou-o nesta terça-feira a 27 anos de prisão.

REUTERS

06 Setembro 2011 | 08h38

A corte responsabilizou Perisic, de 67 anos, por ter garantido apoio logístico e financeiro para os sérvios na Bósnia e na Croácia e de os ajudar a planejar e cometer crimes de guerra, incluindo a matança de 8 mil homens e meninos muçulmanos na cidade de Srebrenica e o cerco de 42 meses a Sarajevo.

Ele havia se declarado inocente em todas as acusações.

(Reportagem de Ivana Sekularac)

Mais conteúdo sobre:
ONU SERVIA HAIA CONDENA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.