Corte diz que EUA podem manter suspeitos sob sigilo

A Suprema Corte dos EUA decidiu que o governo do presidente George W. Bush pode manter em segredo os nomes e outros dados sobre pessoas interrogadas e detidas após os ataques de 11 de setembro de 2001. Foi rejeitada uma apelação de grupos de liberdades civis que questionavam o segredo sobre as prisões, alegando que violava a Lei de Liberdade de Informação e os direitos de liberdade de expressão, sob a Primeira Emenda constitucional. Quase todos os cerca de 700 detidos são árabes ou muçulmanos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.