Corte do Gabão confirma vitória de filho de ditador

A Corte Constitucional do Gabão afirmou ontem à noite que o filho do ditador do país venceu as eleições presidenciais de 30 de agosto. Os candidatos da oposição dizem que o pleito foi fraudulento. Com a decisão dos magistrados, será agora marcada a data da posse de Bongo. Ele já foi o ministro da Defesa deste país africano, além de ser filho do ditador Omar Bongo, que governou a nação por 41 anos, até sua morte, em junho.

AE-AP, Agencia Estado

13 de outubro de 2009 | 14h08

A presidente da corte, Marie Madeleine Mborantsuo, disse que Ali Bongo recebeu 41,8% dos votos. Em seguida aparecem os candidatos Pierre Mamboundou e Andre Mba Obame, ambos entre os que apresentaram queixas na Justiça contra as supostas fraudes. A dupla acusava Bongo de "séria manipulação" e pedia a recontagem dos votos.

Tudo o que sabemos sobre:
GabãoeleiçõesBongovitória

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.