Corte dos EUA permite testes de drogas em estudantes

A Corte Suprema dos Estados Unidos aprovou hoje a realização de testes de drogas entre estudantes das escolas públicas secundárias. O máximo tribunal americano determinou também que o interesse das instituições de ensino em eliminar os narcóticos de seus limites supera o direito à privacidade dos indivíduos educados por elas.A decisão, tomada por 5 votos a 4, permitirá a realização de testes mais amplos que os realizados atualmente para a detectação do uso de drogas. A medida se aplica a estudantes que participem de atividades escolares competitivas depois das classes, uma categoria que inclui muitos dos estudantes de escolas intermediárias e secundárias. Previamente, apenas era permitida a aplicação de testes de drogas em estudantes atletas. "Acreditamos que fazer testes em estudantes que participam de atividades extracurriculares é um meio razoavelmente efetivo de fazer frente às preocupações legítimas do distrito escolar para prevenir, dissuadir e detectar o uso de narcóticos", disse o juiz Clarence Thomas, representante da opinião majoritária.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.