Corte israelense antecipa eleições gerais

A Suprema Corte de Israel determinou que as eleições gerais no país serão realizadas em novembro de 2006, um ano antes do originalmente planejado, uma decisão que poderia dificultar os planos do primeiro-ministro Ariel Sharon de retirar soldados e colonos da Faixa de Gaza. Um comitê expandido de sete juízes derrubou uma decisão anterior, segundo a qual as eleições deveriam ocorrer somente em 2007. Um porta-voz de Sharon disse que o primeiro-ministro não comentaria o assunto. As eleições gerais israelenses deveriam ocorrer uma vez a cada quatro anos, a não ser que o Parlamento seja dissolvido como resultado do colapso de uma coalizão de governo. As últimas eleições foram realizadas em fevereiro de 2003. Nos últimos anos, os governos israelenses têm desabado bem antes do fim do mandato. Israel teve quatro eleições gerais desde 1996 - três para o Parlamento e uma especial para primeiro-ministro.

Agencia Estado,

06 de julho de 2004 | 18h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.