Corte israelense impede remoção de sem-teto de Tel-Aviv

A Suprema Corte de Israel bloqueou temporariamente os esforços da Prefeitura de Tel-Aviv para a remoção de um grupo sem-teto que se abrigou na praça de um bairro nobre da cidade, para protestar contra a desigualdade social.Há cerca de seis meses, cerca de 100 moradores de rua da cidade foram à Praça da Nação, uma enorme rotatória viária repleta de butiques finas e cafés, para protestar contra a lacuna social cada vez maior entre os ricos e os pobres do Estado judeu.Os manifestantes montaram abrigos improvisados com tendas e ônibus velhos e rebatizaram o local de "Praça do Pão".A economia de Israel entrou numa trajetória recessiva nos últimos anos, em parte pelas crises globais e pelos devastadores efeitos do conflito entre israelenses e palestinos.De acordo com uma recente pesquisa, um em cada cinco israelenses vive na linha da pobreza. Os índices de desemprego superam os 10% no país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.