Corte julga crimes da Operação Condor

A Justiça argentina iniciou ontem o julgamento de crimes cometidos durante a Operação Condor, que envolveu a colaboração entre ditaduras da América Latina para perseguir opositores políticos fora de suas fronteiras, nos anos 70. No banco dos réus estarão 25 ex-militares argentinos, como Jorge Videla, Reynaldo Bignone, Omar Riveros e Luciano Menéndez, que faziam parte da cúpula do poder entre 1976 e 1983. Faziam parte da aliança os governos militares de Brasil, Argentina, Uruguai e Chile.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.