Corte penal de Haia julga primeiro caso

Começou ontem em Haia o primeiro julgamento da Corte Penal Internacional - o do ex-líder de milícia Thomas Lubanga, acusado de crimes de guerra por recrutar crianças para lutar na República Democrática do Congo. A promotoria afirma que as crianças eram usadas como guarda-costas de Lubanga, que negou as acusações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.