Corte russa condena americano por tráfico

O estudante americano John Edward Tobin, de 24 anos, foi condenado ontem a 3 anos e 1 mês de prisão por posse e distribuição de maconha, em julgamento realizado na cidade de Voronej, 500 quilômetros ao sul de Moscou. Inicialmente, Tobin havia sido acusado pelo Serviço Federal de Segurança (SFS) da Rússia de estar em treinamento para tornar-se espião para os EUA, mas esse delito não foi incluído no processo por falta de provas. Mesmo assim, a defesa considerou que a acusação do SFS influenciou o juiz em sua decisão. " Acho que isso pode explicar a severidade do veredicto", disse o advogado de defesa dele, Maxime Baiez, adiantando que vai recorrer.Leia mais no site do Estado

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.