Costa do Marfim diz que 15 foram mortos perto da Libéria

O Ministério da Defesa da Costa do Marfim informou hoje que homens armados vindos da Libéria mataram pelo menos 15 pessoas em vilarejos perto da fronteira dos dois países nos últimos dois dias.

AE, Agência Estado

17 Setembro 2011 | 13h20

A onda de violência começou na noite de quinta-feira no sudoeste do país, uma região onde têm acontecido conflitos mesmo após a resolução da crise política na Costa do Marfim. O país viveu meses de guerra civil após Laurent Gbagbo se recusar a deixar o poder, depois de perder as eleições presidências para Alassane Ouattara, em novembro do ano passado.

Também hoje, a organização não governamental Human Rights Watch informou que registrou um ataque similar perto da fronteira com a Libéria em julho, quando pelo menos oito pessoas foram mortas. Segundo o ativista Matt Wells, combatentes leais a Gbagbo cruzaram a fronteira durante a noite e mataram moradores dos vilarejos próximos, incluindo mulheres e crianças. Depois eles voltaram para a Libéria, onde se esconderam na densa floresta. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Costa do Marfim Libéria violência mortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.