Costa Rica ofereceu asilo a Aristide, que teria recusado

O governo da Costa Rica afirmou que o ex-presidente do Haiti, Jean-Bertrand Aristide, preferiu pedir asilo político na África. A informação foi revelada pelo secretário de segurança do país, Rogelio Ramos, neste domingo. A Costa Rica foi o segundo país, depois do Panamá, a oferecer asilo político a Aristide, que fugiu depois de renunciar à presidência do Haiti.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.