Costa Rica terá segundo turno em 7 de abril

O surgimento de uma terceira força política nas eleições da Costa Rica levará os candidatos dos dois partidos tradicionais - o social-democrata e o cristão social - a disputar a presidência, pela primeira vez desde 1978, em um segundo turno, em 7 de abril.Apurados 92% dos votos, Abel Pacheco, do Unidade Cristã Social, obteve 38,5% e Rolando Araya, do Liberação Nacional, 30,9%. O Partido de Ação Cidadã obteve 26,3% dos votos, acabando com o tradicional bipartidarismo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.