Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
AFP/STR
AFP/STR

Cratera consertada em apenas uma semana no Japão volta a afundar

Porta-voz do governo municipal disse que o solo pode ter afundado outra vez devido ao tipo de cimento usado na reconstrução da via

O Estado de S. Paulo

28 de novembro de 2016 | 21h33

O buraco gigantesco consertado em exatamente uma semana na região central de uma cidade do sudoeste do Japão voltou a afundar ligeiramente. A avenida teve que ser interditada por quatro horas no sábado, 26, após o alerta na cidade de Fukuoka.

Um porta-voz do governo municipal disse que havia uma depressão de 7 centímetros em parte da avenida, que ruiu no começo do mês por problemas nas obras de ampliação de uma linha de metrô. 

A via foi reaberta após a confirmação de que não havia perigo para o tráfego de carros e de pedestres. De acordo com informações do governo, o solo pode ter afundado outra vez devido ao tipo de cimento usado para consertar o buraco que apareceu no cruzamento de duas avenidas importantes da cidade.

A cratera, com cerca de 30 metros de largura e 15 metros de profundidade, provocou caos em Fukuoka. Quando o buraco surgiu, no dia 7 de novembro, o tráfego foi interrompido e os moradores da área foram evacuados. A recuperação rápida da via causou espanto, e o feito foi divulgado na imprensa internacional. 

Trabalhadores japoneses se revezaram durante uma semana, despejando enormes quantidades de cimento molhado e areia no buraco e fixando linhas de eletricidade, gás e água que haviam parado depois do acidente.

(Com informações da EFE.)

Tudo o que sabemos sobre:
Japão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.