EFE
EFE

Cratera provoca caos na cidade de Fukuoka, no Japão

Ainda não há registro de feridos, mas existe risco de desabamentos; buraco pode ter sido provocado por obras de metrô

O Estado de S. Paulo

08 de novembro de 2016 | 05h47

Uma grande cratera de cerca de 300 m² e 10 metros de profundidade surgiu na região central da cidade de Fukuoka, no Japão. O buraco causou interrupções de tráfego e luz e obrigou a evacuação dos moradores da área nesta terça-feira, 7.

O solo começou a afundar em um cruzamento de duas importantes avenidas em frente à estação ferroviária de Hakata, a maior da cidade, por volta das 5h15 no fuso horário local (14h15 no horário de Brasília).

O buraco cresceu gradualmente até atingir cerca de 30 m de largura, 15 m de comprimento e 10 m de profundidade. A área ainda ficou repleta de água, proveniente dos tubos subterrâneos da cidade. 

A dimensão do buraco obrigou a polícia a esvaziar os edifícios e as áreas próximas. A cratera também provocou queda de luz na região, incluindo no Aeroporto Internacional de Fukoka.

Apesar do tamanho, as autoridades não registraram nenhum ferido, embora afirmem que existe risco de desabamento para edifícios e estruturas próximas.

As autoridades de Fukuoka, quinta maior cidade do Japão (1,4 milhões de habitantes), suspeitam que o afundamento foi provocado pelas obras para a ampliação de uma linha de metrô, conforme informações da agência Kyodo.

Por se tratar de uma das principais vias da cidade, o fato causou problemas no trânsito e deixou mais de 100 residências sem energia elétrica. /EFE e Reuters

 

Tudo o que sabemos sobre:
JapãoBrasília

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.