Credit Suisse cortará 2000 empregos

O Credit Suisse Group, segundo maior banco suíço, informou que pretende cortar 2.000 postos de trabalho no Credit Suisse First Boston, o banco de investimentos do grupo e terceiro maior subscritor de bônus e ações dos EUA. As demissões equivalem a 7% do quadro de funcionários do CSFB, que tem sede em Nova York. Essa medida deverá gerar uma redução dos custos operacionais de US$ 1 bilhão até o final de 2002. O Credit Suisse anunciou que a enfraquecida situação dos mercados financeiros e vários valores escriturados farão com que seu resultado operacional no terceiro trimestre fique em linha (brek-even) com o mesmo período do ano passado. O Credit Suisse Group informou que deve registrar prejuízo de 300 milhões de francos suíços no período (US$ 187 milhões) no terceiro trimestre, o que representará o primeiro resultado negativo do grupo desde 1997. O CSFB deverá ter prejuízo operacional de US$ 120 milhões, após seu faturamento ter caído em relação ao segundo trimestre em virtude da piora do ambiente para negócios depois dos ataques terroristas do dia 11 de setembro.

Agencia Estado,

09 Outubro 2001 | 10h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.