Cresce a ameaça de ataques terroristas na Grã-Bretanha

De acordo com um texto publicado no jornal Sunday Telegraph neste domingo, que cita um informe secreto do governo, a ameaça de um ataque terrorista na Grã-Bretanha por muçulmanos radicais baseados no país é a maior desde 11 de setembro de 2001. Mais de 2.000 indivíduos potenciais, membros da rede terrorista Al Qaeda de Osama Bin Laden, preparariam ataques contra objetivos estratégicos. O número é maior do que estimavam até agora os serviços de segurança britânicos."Nós pensamos que a Al Qaeda vai continuar buscando oportunidades para lançar ataques de grande escala contra objetivos e infra-estruturas chaves. Estes ataques poderiam implicar operações suicidas", detalha o texto.O documento, intitulado "Dados sobre a ameaça extremista", agrega que o Afeganistão vai superar o Iraque como base de ataques terroristas contra as forças ocidentais.O mulá Dadula, considerado um dos mais altos comandantes talebans, advertiu na sexta-feira que uma cadeia de televisão britânica que as tropas da OTAN iam sofrer "centenas" de ataques suicidas no Afeganistão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.