Cresce o apoio à independência de Taiwan em Hong Kong

O apoio à independência de Taiwan está crescendo em Hong Kong. Uma pesquisa divulgada hoje pela Universidade de Hong Kong, realizada em dezembro, mostra que 15% apóiam abertamente a independência de Taiwan, contra 12,7% na pesquisa anterior, realizada em setembro. Foram entrevistadas 1.206 pessoas.A maioria dos entrevistados, 66,5%, manifestou-se contra a independência da ilha, que a China considera uma "província renegada". Mesmo assim, esse resultado caiu 4,5% em relação a setembro. Tendência semelhante foi evidenciada pelos entrevistados na questão do sentimento de identidade. Dos entrevistados em dezembro, 52% definiram-se como "cidadão de Hong Kong", contra 44% que se definiram como "chinês". Em setembro, 48% tinham se definido como chineses. As pesquisas aos sentimentos políticos e de identidade de Hong Kong são realizadas regularmente pela universidade, desde 1997. As opiniões contrárias à independência de Taiwan aumentaram de uma média de 57% em 1997 para 71% na primeira metade de 2000, mas depois começaram a cair, oscilando entre os 65% e os 70%.Na questão da identificação com a China, a pesquisa divulgada hoje manifesta a primeira queda desde 1997. Entre 1997 e a segunda metade de 2002, a proporção média de residentes em Hong Kong que se consideram chineses foi subindo regularmente, de 38% até os 48% de setembro.Aqueles que se definem como cidadãos de Hong Kong caíram dos 60% registrados em 1997 para os atuais 52%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.