Cresce o número de suicídios no Japão

O número de suicídios subiu no Japão no ano passado. Segundo o relatório anual da Agência da Polícia Nacional divulgado hoje, um total de 32.143 pessoas se mataram em 2002 em todo o território japonês, 1.101 a mais que no ano anterior. No mesmo período, suicídios causados por dificuldades econômicas cresceram 16% para 7.940 casos, informou a agência, citando cartas deixadas pelos suicidas. Muitos dos casos estavam relacionados a desemprego, falências e dívidas. O número, neste caso, é o mais alto desde que a polícia começou seu registro, em 1978. O número total, que ultrapassou os 30.000 pelo quinto ano consecutivo, é o terceiro maior em registro. O pico dos suicídios no Japão foi em 1999, quando 33.048 pessoas se mataram. Ainda de acordo com a agência, 14.815 pessoas se suicidaram em 2002 por motivos de saúde; e pessoas com mais de 60 anos de idade perfazem 34,6% de todos os casos. O Japão tem um dos índices de suicídio mais altos do mundo. Nos EUA, país com quase o dobro da população, 29.250 pessoas se mataram em 2000.

Agencia Estado,

25 Julho 2003 | 18h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.