Cresce otimismo sobre economia, diz pesquisa

A maioria dos cubanos considera seu governo repressivo, mas é otimista sobre o futuro econômico do país, indicou uma pesquisa realizada pelo Instituto Internacional Republicano, dos EUA (IRI, na sigla en inglês). De acordo com a sondagem, 69% dos cubanos disseram que não podem se expressar livremente em público sem sofrer reprimendas. Com relação à economia, 45% dos entrevistados afirmam que a situação financeira de seu país melhorará, quase o dobro do ano passado.

O Estado de S.Paulo

25 Maio 2013 | 02h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.