Cresce pressão por 3º mandato para Cristina

O presidente do Senado da Argentina, Amado Boudou, disse na quinta-feira que o início das discussões sobre uma reforma constitucional para permitir um terceiro mandato para Cristina Kirchner à frente da Casa Rosada não pode esperar até as eleições de 2015. Ontem, no entanto, ele tentou suavizar o peso de suas declarações, afirmando que as proferiu como militante e não como membro do governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.