Cresce reprovação de Blair, mas partido continua popular

Cresceu durante o último mês o número de pessoas que reprova a administração do primeiro-ministro da Grã-Bretanha, Tony Blair. Mesmo assim, seu partido, o Trabalhista, ainda conta com mais apoio que os rivais, segundo pesquisa. Trinta e dois por cento dos entrevistados entre os dias 15 e 20 de janeiro disseram-se satisfeitos com a atuação de Blair, contra 59% de insatisfeitos, segundo a sondagem do instituto MORI. Um mês atrás, 55% estavam insatisfeitos com o trabalho do primeiro-ministro e 36%, satisfeitos. Entre aqueles que pretendem votar nas próximas eleições, 37% disseram que escolheriam o Partido Trabalhista - queda de três pontos porcentuais em comparação com os índices de dezembro.O Partido Conservador, principal agremiação oposicionista, conta com o apoio de 35% dos entrevistados (alta de quatro pontos). Os liberais perderam um ponto e aparecem com 21% das intenções. A MORI ouviu 1.960 adultos britânicos. A margem de erro é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.