Cresce rumor de que Nobel da Paz será solta

A expectativa ontem em Rangum, capital de Mianmar, era que a ganhadora do prêmio Nobel da Paz Aung San Suu Kyi fosse libertada a qualquer momento. Sob prisão domiciliar, Aung é a principal líder da oposição à junta militar que comanda o isolado país asiático. Sua libertação seria mais um sinal de abertura, após a realização de eleições esta semana. Embora exista dúvidas sobre a imparcialidade da votação, analistas e países afirmam que o processo eleitoral representa uma evolução política.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.