Criada empresa que fabricará aviões chineses de passageiro

A CAAC começou com um capital registrado de US$ 2,7 bilhões

EFE

11 de maio de 2008 | 06h21

A companhia Commercial Aircraft Corporation of China (CAAC), que desenvolverá e construirá os primeiros aviões de passageiros chineses de grande porte, foi neste domingo oficialmente inaugurada na cidade oriental de Xangai, informou a agência estatal "Xinhua". A empresa se ocupará da pesquisa, montagem e comercialização dos novos "jumbo" chineses, com os quais o país espera competir a longo prazo com rivais mundiais de porte de Airbus, Boeing, Embraer ou Bombardier. A CAAC começou com um capital registrado de US$ 2,7 bilhões, dos quais quase uma terceira parte foi apresentada pela Comissão de Administração e Supervisão de Ações, principal acionista. Outros acionistas da nova corporação são as dois principais construtoras estatais de aviões, AVIC I e AVIC II, que até agora centravam sua produção em aparelhos militares ou aviões de pequeno e meio tamanho (menos de 150 assentos). O presidente da companhia é Zhang Qingwei, ministro da Comissão Estatal de Ciência, Tecnologia e Indústria de Defesa Nacional. A criação da companhia foi aprovada em fevereiro do ano passado pelo Conselho de Estado (Executivo). Espera-se que os primeiros aviões construídos pela companhia estejam no mercado por volta do ano 2023.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.