Criança é resgatada nos EUA, após 7 dias cativa

Agentes do FBI atacam o bunker onde Ethan, de 5 anos, era mantido refém por um veterano do Vietnã, de 65 anos, que acabou sendo morto durante a operação

WASHINGTON, O Estado de S.Paulo

05 de fevereiro de 2013 | 02h02

O sequestro de um menino de 5 anos, que foi mantido em um bunker numa área rural do Alabama, terminou ontem, após uma semana, com a morte do sequestrador - Jimmy Lee Dykes - e a libertação da criança, que saiu ilesa.

Segundo Steve Richardson, agente especial do FBI, os membros da polícia federal decidiram agir quando perceberam que as negociações com o sequestrador estavam estancadas e o menino corria perigo.

Dykes, de 65 anos, um motorista de caminhão aposentado e veterano do Vietnã, capturou o menino - identificado apenas como Ethan - depois de invadir um ônibus escolar perto de sua casa e matar o motorista com quatro disparos de calibre 9mm. Não se sabe o que levou Dykes a sequestrar a criança.

Os negociadores comunicaram-se durante todo o tempo com Dykes através de uma tubulação que saía do bunker, construído dias antes pelo próprio sequestrador.

Uma fonte da equipe de negociadores disse que uma granada de aturdimento foi lançada como parte da operação para libertar Ethan, que sofre de síndrome de Asperger, um tipo de autismo. O drama em Midland City ocorreu em meio ao debate sobre controle de armas nos EUA após o ataque a tiros em uma escola de Connecticut, que matou 20 crianças e 6 adultos. / AP e EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.