Criança palestina é assassinada em circunstâncias incertas

Um garoto palestino de quatro anos foi assassinado nesta quinta-feira na cidade cisjordaniana de Hebron em circunstâncias incertas. Israelenses e palestinos acusam-se mutuamente pelo crime.Fontes do Hospital Alia, em Hebron, disseram que uma bala similar às utilizadas pelos soldados israelenses foi retirada do corpo sem vida da criança. Abbas Attrash, de quatro anos foi baleado no estômago quando estava perto da janela de sua casa.Soldados israelenses impunham um toque de recolher em Hebron no momento do incidente. Sob condição de anonimato, oficiais israelenses disseram que um artefato explosivo foi lançado contra soldados nos arredores da casa e fragmentos da bomba acertaram a criança. Nenhum soldado ficou ferido.Raghi Attrash, o pai da criança, disse ter ouvido um tiroteio antes de ver seu filho baleado. "Abbas estava na janela quando ouvimos os tiros", disse Attrash. "Eu o ouvi gritando e percebi que estava ferido." Um repórter da The Associated Press que viu o corpo da criança observou um ferimento em seu abdome.O ataque ocorreu no bairro de Abu Sneineh, de onde é possível ver os assentamentos judaicos estabelecidos na cidade. Pistoleiros palestinos utilizavam uma colina para disparar contra os colonos judeus abaixo. A área tem hoje grande presença militar israelense.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.