Criança síria 'se rende' a fotógrafo ao confundir câmera com arma

Imagem foi divulgada por uma fotojornalista em seu twitter na última terça-feira, 24, e vem comovendo internautas; detalhes e veracidade da versão apresentada sobre a imagem não foram confirmados

O Estado de S. Paulo

29 Março 2015 | 13h53

Uma foto de uma suposta criança Síria tem comovido internautas no mundo inteiro. Publicada por uma fotojornalista de gaza em seu twitter, a imagem retrata uma criança com os braços levantados e que teria se "rendido" ao fotógrafo por achar que a câmera era uma arma.

As informações são de Nadia Abu Shaban, que se apresenta como fotojornalista - mas não como a autora da foto -  e divulgou a imagem em seu twitter pessoal na última terça-feira, 24 de março. A partir de então, veículos do mundo inteiro têm repercutido a imagem. Apesar de impactante, não foram confirmados os detalhes e a veracidade da versão apresentada sobre a foto.

O conflito na Siria já dura quatro anos e levou ao menos duas milhões de pessoas a se refugiarem do país, segundo a ONU, além de ter provocado centenas de milhares de mortes. O conflito, que envolve o governo do ditador Bashar Al Assad de um lado e grupos rebeldes do outro foi um dos fatores que ajudou na eclosão do Estado Islâmico, formados por radicais sunitas que ocupam parte do país.

Em 2013, após centenas de pessoas morrerem em um ataque com gás sarin nas imediações de Damasco, o governo sírio concordou em destruir suas armas químicas. 

Mais conteúdo sobre:
Siria ONU guerra civil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.