Crianças buscam pais desaparecidos no tsunami

Dezenas de crianças estão abrigadas em escola de Rikuzentakata, sem notícias da família.

BBC Brasil, BBC

22 de março de 2011 | 08h42

Rikuzentakata tinha 26 mil habitantes. Hoje, depois do terremoto e do tsunami que varreram a cidade japonesa do mapa, dezenas de crianças buscam os pais desaparecidos.

Na hora do tremor de magnitude 9, a maioria das crianças estavam nas escolas, construídas no alto como proteção contra tsunamis, e por isso sobreviveram.

Como todos os pontos de referência foram destruídos, até descobrir onde ficava a sua casa é difícil para Takuma Wagasumi, de 12 anos.

A irmã, Sayaka, de 10 anos, encontrou a mochila que usava para ir à praia com o pai.

"Gostava de ir com o pai brincar no mar. Senti medo quando o tsunami passou, mas ainda assim gosto de morar perto do mar", disse à BBC.

Escola da cidade abriga dezenas de crianças sem notícias dos pais

O pai das crianças continua desaparecido.

Ele trabalhava orientando os moradores a deixar o local com segurança enquanto sua mulher e seus filhos fugiam do tsunami.

Quinhentos corpos já foram encontrados até o momento, mas não o do pai dos garotos.

Uma escola da cidade foi transformada em centro de refugiados e está cheia de órfãos.

Para Takuma e Sayaka e dezenas de outras crianças, a escola se tornou um triste lar temporário.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
tsunamijapãoterremoto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.