Crianças filipinas passam mal após comer doces chineses

No mês passado, governo proibiu a venda de 4 produtos da China por conterem substâncias cancerígenas

Efe,

05 de outubro de 2007 | 02h01

Pelo menos 33 crianças filipinas permanecem hospitalizadas após comer doces fabricados na China durante uma festa de aniversário realizada em uma escola da ilha de Bantayan (sudeste), informou nesta sexta-feira, 5, a rádio local. Os menores, de entre nove e dez anos, continuavam em observação na quinta-feira à noite após sofrer enjôos, vômitos e dor de estômago, e quatro deles recebiam soro ao apresentar sinais de fraqueza. Um porta-voz da Prefeitura do povo de Madridejos declarou à imprensa local que as crianças tinham comido balas Ube, marca produzida na província chinesa de Guandong. No mês passado, o ministério da Educação filipino proibiu a venda de quatro produtos alimentícios da China nas cantinas escolares do país, porque continham substâncias cancerígenas.

Tudo o que sabemos sobre:
FilipinasChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.