Matilde Campodonico/AP
Matilde Campodonico/AP

Crianças ganham livros e sorvetes no primeiro dia de vacinação infantil no Uruguai

País inicia vacinação para a faixa etária de 5 a 11 anos; previsão é aplicar primeira dose em 84 mil crianças entre esta semana e a próxima

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de janeiro de 2022 | 18h05

MONTEVIDÉU - Com um livro em uma mão e um sorvete na outra, dezenas de crianças deixaram o centro de vacinação no Centro Hospitalar Pereira Rossell, em Montevidéu, nesta quarta-feira, 12, no primeiro dia de vacinação para a faxia etária de 5 a 11 anos no Uruguai

Das 12,7 mil crianças a serem vacinadas em todo o país somente nesta quarta-feira, 650 foram vacinadas neste hospital, o principal centro de referência pediátrica do Uruguai.

Na área da recepção, um letreiro pintado em vermelho, azul, violeta, verde e amarelo foi feito para as crianças. Um pouco acima, duas telas exibem desenhos animados para as que estão na pequena sala de espera.

Alguns estavam nervosos, mas quase não houve lágrimas nos momentos antes da entrada dos pequenos nas diferentes estações designadas para receber a dose pediátrica correspondente da Pfizer.

"Não vai doer" ou "só demora um segundo" diziam os vacinadores para as crianças que, uma vez vacinadas, recebem um livro como prêmio. Antes de voltar à sala de espera para aguardar 15 minutos por possíveis efeitos adversos, cada criança recebe também um sorvete.

"As crianças vêm para serem vacinadas, mas também para brincar, para passar um tempo relaxando, e saem com um presente", disse o vice-ministro da Saúde Pública, José Luis Satdjian, na inauguração da campanha de vacinação infantil no Uruguai.

Segundo os dados fornecidos pelo chefe da pasta, Daniel Salinas, também presente no evento, das 320 mil crianças dessa faixa etária no Uruguai, 84 mil receberão a sua primeira dose entre esta semana e a próxima e mais 40 mil na semana seguinte nos mais de 170 centros de vacinação em todo o país. 

Recorde

O Uruguai registrou na terça-feira um novo recorde de infecções diárias por covid-19, com 7.182 positivos, e de casos ativos, com 49.373, segundo o relatório diário do Sistema Nacional de Emergência (Sinae). O país acumula 463.357 casos totais desde que a emergência sanitária foi declarada em 13 de março de 2020. Foram registradas três mortos, elevando o total de óbitos por covid-19 para 6.202. 

Em 29 de dezembro, o Uruguai confirmou a chegada da variante Ômícron depois que o aumento de casos nas últimas semanas levou cientistas do país a suspeitar que ela já havia entrado no país e o sequenciamento genômico confirmou sua detecção./EFE  

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.