Crianças são enterradas por um minuto em ritual hindu

Em uma bizarra cerimônia destinada a satisfazer duas deusas hindus, 105 crianças foram enterradas vivas por um minuto em um povoado no sul da Índia, informou o jornal The Indian Express. O ritual, celebrado há mais de 400 anos em Perayur, a cerca de 550 quilômetros ao sul de Madras, capital do Estado Tâmil Nadu, também simboliza o renascimento das crianças para um rejuvenescimento divino. Nenhuma criança ficou ferida. A cerimônia é conduzida a cada cinco ou sete anos, dependendo da posição das estrelas, para homenagear as deusas Muthukuzhi Mariamman e Kaliamman. No ritual - chamado Kuzhimatru Thiruvizha, ou festival das covas, na língua tâmil -, gurus passam cinza nas testas das crianças antes de fazê-las beber uma poção que as deixa inconscientes. Enquanto uma multidão assiste, dezenas de homens abrem pequenas covas onde as crianças são colocadas e cobertas com lodo. Um minuto depois, elas são retiradas. A cerimônia foi assistida pelo ministro da Habitação de Tâmil Nadu, C. Dorairaj. Um de seus parentes, que também testemunhou o evento, disse que 20 crianças foram enterradas. The Indian Express, no entanto, afirmou que 105 crianças fizeram parte do ritual.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.